18 jan 2017

RH Denorex – O RH que parece, mas não é parte 2

No artigo anterior RH Denorex – O RH que parece, mas não é (se você não leu, dá uma passada lá antes de continuar) começamos a tratar do engano que muitas empresas cometem, de acreditar que tem um setor de RH quando na verdade, não tem. Agora vamos dar continuidade à importância das cinco ações básicas do RH numa organização, falando sobre a primeira delas.

A provisão

Cabe ao responsável pelo RH definir junto com a direção da empresa, as pessoas que irão compor o quadro de profissionais. Definir que profissionais são necessários para a empresa. Qual formação os profissionais precisam ter. Que expertise técnico é necessário para cada um. Que comportamentos são esperados para que a pessoa possa fazer parte do time.

O time importa

Cada empresa precisa de um time específico de pessoas qualificadas que darão corpo à ela dentro do mercado em que a empresa quer atuar e se destacar. Cada pessoa executando seu papel na sua melhor performance vai levar a empresa na direção de seus objetivos e vai ajudá-la a crescer e conquistar mercado.

De olho no mercado

Uma vez determinado que tipo de pessoas e qualificações a empresa precisa, o RH vai olhar para o mercado e entender a escala de remuneração desses profissionais. Essa pesquisa é muito importante para que a organização possa saber o que precisa para ser competitiva na oferta para os futuros candidatos.

Angariar essa informação é fundamental para se avançar para a etapa de recrutamento e seleção. Nessa fase o responsável pelo RH já sabe exatamente as pessoas que procura e com base nessa descrição poderá ter um olhar assertivo e construir uma entrevista mais direcionada. Assim efetivamente irá trazer para o time as pessoas certas e mais compatíveis com o que foi desenhado como ideal para a ocupação de cada cargo.

Como você pode ver…

O desenho inicial sobre os futuros componentes da organização é fundamental e um balizador importante para a composição do time de talentos que ajudarão a empresa a crescer e é uma atribuição básica do RH.

Se o seu RH não faz isso, ou ao menos não participa dessas ações, você tem um RH Denorex – O RH que parece, mas não é.

Cláudia Krüger é Sócia na Emovere You e acredita que a pessoa certa no lugar certo potencializa o sucesso da organização

leave a comment

Make sure you enter the (*) required information where indicated. HTML code is not allowed.